Diferenças entre: Peçonha e veneno


Entenda a diferença entre peçonha e veneno, e veja alguns exemplos de animais peçonhentos e venenosos.                                                 

Peçonha: é uma substância (uma toxina ou mistura de várias toxinas) de origem estritamente animal, produzida por uma glândula, capaz de alterar o metabolismo de outro animal quando inoculada através de um aparato natural do animal (espinhos, dentes e outros). A toxina é injetada no corpo da vítima através da pele intacta. Exemplo: peixes peçonhentos, como o peixe-leão, o mangangá e a raia, cobras, aranhas, escorpiões e águas-vivas. Na verdade, quando uma pessoa morde a outra, sua saliva pode atuar como uma peçonha, apesar da baixa agressividade.


 Veneno:  é uma substância (toxina) de origem animal, vegetal ou mineral, porém não é produzida por nenhuma glândula, nem pode ser inoculada naturalmente. A toxina entra no corpo através dos tratos digestivo ou respiratório ou por absorção através de um tecido intacto, como a pele. Usualmente, os animais venenosos são aqueles que produzem envenenamento (intoxicação) quando ingeridos, na maioria das vezes ainda frescos, pois apresentam secreções tóxicas em seus organismos, como alguns peixes, como o baiacu, e algumas plantas.

Então, cobras, escorpiões e aranhas são animais peçonhentos que podem inocular peçonha. Só seriam venenosos se, ao comê-los, provocassem envenenamento.

 Um exemplo de um animal venenoso é o sapo cururu, ele possui glândulas que produz a toxina, mais ele não tem como inocular na presa (como a dentição especial das serpentes ou as quelíceras das aranhas), quando algum predador morde o sapo  cururu ele aperta as glândulas de toxina liberando o veneno na boca do animal, então ele cuspe o sapo para fora para não ingerir o sapo se não vai ter problemas maiores.

 Se você  gostou compartilhe com seus amigos para todos saberem mais sobre uma galera muito animal... até a próxima....
Anterior
Next Post »