Tigre Siberiano

Solitário, noturno, silêncioso, um grande caçador, o Tigre Siberiano.
O maior membro da família dos felinos é reconhecido por apresentar uma pelagem de coloração alaranjada com listras negras, e a parte inferior variando do creme ao branco.

O Tigre Siberiano é um caçador solitário e noturno, que pode percorrer distâncias de 10 a 20 km numa só noite.
 São grandes nadadores e podem cruzar rios de 6 a 8 km.

 São encontrados em florestas tropicais, savanas e áreas rochosas. Embora normalmente não escalem árvores, podem fazê-lo.
Resultado de imagem para florestas tropicais Resultado de imagem para savanas  Resultado de imagem para areas rochosas

O tigre vive em média 20 anos, sendo que o macho vive menos que a fêmea, por estarem sempre em confronto com outros machos por causa das presas.

Pesa 300 kg, 1 metro de altura e 3 metros de comprimento (sendo 80 cm de cauda). Na ordem dos carnívoros, o único animal que o ultrapassa em tamanho é o urso.
  O Tigre siberiano (Panthera tigris altaica) é o maior deles, podendo atingir até 306 kg para machos e 167 kg para fêmeas, e medir de cabeça e corpo até 280 cm, mais a cauda de até 110 cm.

 O tigre vive em stepes geladas, florestas úmidas e bosques. Devido à vasta distribuição geográfica, a alimentação do tigre é muito variada. Em geral devora cervos e suídeos, mas quando estes faltam, alimenta-se até de ursos, na Sibéria, e bovinos, na Índia e Indonésia.
 O tigre mata, em média, entre 40 e 50 presas durante um ano, o que equivale a uma a cada oito dias. No caso dos tigres com crias, às quais têm de alimentar, o tempo dedicado à caça é maior. De músculos fortes e elásticos, o tigre é capaz de matar um búfalo com uma patada e, aferrando-o com as presas, arrastá-lo por centenas de metros.

 As tigresas conseguem produzir uma ninhada de dois ou três tigrinhos bebes, até um máximo de sete, a cada dois anos.
                                     Resultado de imagem para tigre siberiano filhote
O estado de conservação do tigre siberiano está em perigo, no início do século passado, existiam à volta de 100.000 tigres na natureza. Hoje, estima-se que existam menos de 3.200. Seis subespécies de tigres ainda persistem, mas três foram extintas nos últimos 80 anos. Os tigres perderam 93% do seu habitat natural.

 Existem dois grandes motivos do risco de extinção desses animais :

   -caça excessiva:
                                 
                               Resultado de imagem para conflitos com populaçoes humanas tigres siberianos
                             

-conflitos com populações humanas:
                         
                      

Se gostaram de saber mais sobre os tigres siberianos (e as maldades humanas, nada legais), compartilhe com seus amigos para que todos conheçam mais sobre esse e muitos outros.....

Até a próxima......

  Resultado de imagem para tigre siberiano branco de olhos azuis  https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRNMJA_vZXQmyPKLhwgpN-EVaDlzf6ZmOlE0vvChgYO0aVR1AtV


Anterior
Next Post »